bella torre 6
A+ B-
Publicada em 27 de Outubro de 2016
Foto:

Em reunião com Richa, ministro apresenta programa Brasil Mais Produtivo



O governador Beto Richa recebeu nesta quarta-feira (26), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, que veio ao Paraná lançar o programa Brasil Mais Produtivo. O programa busca aumentar a produtividade de indústrias de pequeno e médio porte e ampliar a participação do Brasil no mercado externo. “Viemos aqui, nessa visita, agradecer ao apoio do governador a todos os projetos do ministério, como o Brasil Mais Produtivo”, disse o ministro. Richa destacou as condições do Paraná, mais favoráveis que as do Brasil como um todo. “Sabemos que o Paraná não é e nunca será uma ilha de prosperidade, independente da situação de toda a Federação. Mas, vivemos hoje uma nova situação no País, que nos permite ser otimistas em relação ao Brasil de hoje e ao Brasil que construiremos. Tenho orgulho da contribuição de todos os paranaenses para este futuro promissor”, afirmou o governador. LANÇAMENTO De acordo com Pereira, o Brasil Mais Produtivo – que será colocado em prática por meio de uma parceria com o governo estadual, Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Senai e Sebrae, vai beneficiar 3 mil empresas em todo o País, 200 delas somente no Paraná. O programa entrou em vigor abril desse ano e tem lançamento oficial no Estado nesta quarta-feira (26), em evento na Fiep. Direcionado para indústrias que tenham entre 11 e 200 funcionários, o Brasil Mais Produtivo prevê consultoria técnica às empresas para torná-las mais produtivas e eliminar desperdício. “O objetivo é tornar as empresas mais produtivas. Com isso, elas se tornam mais competitivas e conseguem inserir melhor os seus produtos no mercado”, disse o ministro. Ricardo Almeida / ANPr Paraná, as 200 indústrias que participarão do programa foram escolhidas por crité-rios técnicos e estão localizadas no Arranjo Produtivo Local (APL)de Móveis de Arapongas, no APL de Metalmecânico de Curitiba e no APL de Alimentos, bebidas, orgânicos, erva mate (Londrina, Maringá e Curitiba). O objetivo é aumentar em pelo menos 20% a produtividade das empresas participantes. O ministro também participa da entrega de certificado do milésimo treinamento da Redeagentes (Rede Nacional de Agentes de Comércio Exterior). POSIÇÃO O Paraná liderou, de janeiro a setembro, as exportações de sete produtos no País, todos do agronegócio. O Estado é o maior exportador de óleo de soja bruto, de óleo de soja refinado, de carne de frango in natura, de adubos e fertilizantes, café solúvel, madeira compensada e madeira laminada, de acordo com levantamento realizado pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).



Mostra Comentarios